Livro | O amor não presta para nada, de Ana Esterque

86

Forte e perturbador, O amor não presta para nada, da autora Ana Esterque, possui uma diversidade de linguagem capaz de inquietar o leitor desde as primeiras palavras. Com a ousadia necessária para falar sobre amor em tempos tão sombrios como os que a humanidade vive atualmente, a paulistana afirma: é preciso coragem para aventurar-se no amar.

Numa palestra sobre as mulheres na literatura, refletindo sobre a figura feminina na literatura nacional, Ana Esterque esteve na Flipoços, feira de livros que ocorre em Poços de Caldas, para o lançamento oficial da obra, publicação do Grupo Editorial Letramento, no dia 1 de Maio. O evento contou com a participação da atriz Edna Ferri, que fará leituras dramáticas de alguns de seus textos.

Quantas maneiras existem para descrever o amor? O que é preciso para amar? O amor pode ser cruel? Afinal, para quê serve o amor?  O amor não presta para nada reúne diversas narrativas que enlaçam múltiplas explicações sobre o verbo amar. E o desamar. E o “reamar” dentro do amor. Com exemplos cotidianos, como um jantar em família, a autora mostra como este sentimento está em constante movimento.

“Ele é amplo, multifacetado. Sempre há lacunas dormentes, que ficam à espreita, como armadilhas, pois o amor mistura-se a tudo o que há de menos sublime no ser humano: A vaidade, o orgulho, as frustrações, a inveja, a competição.”

Dividido em três partes – O amor, O inesperado e O silêncio, Ana ainda discorre sobre vaidade, orgulho, inveja e ciúme: tudo que pode ser contrário do amor. Com uma escrita aparentemente despretensiosa, O amor não presta para nada é repleto de reflexões sobre este sentimento tão complexo e como ele briga para sobreviver em meio a tantos desafios e obstáculos.

O amor não presta para nada
O amor não presta para nada

Ficha técnica:
O amor não presta para nada – Ana Esterque

Grupo Editorial Letramento
ISBN : 978-85-9530-015-6
Páginas: 96.
Formato: 16cm x 21cm.
Preço: R$ 29,90

Sobre a autora: Nascida em São Paulo, em 1977, Ana Esterque escreve porque ama as palavras. Apesar do título deste livro, Ana acredita que o amor presta, e presta muito, para tudo. É também autora do livro de contos A fila.

loading...

você pode gostar também Mais do autor

Comentários