(Londres, BR Press) – O diretor Steven Spielberg (FOTO), que assina a direção de As Aventuras de Tintim: O Segredo do Licorne, não teve problemas com o obstáculo que impediu o também diretor Roman Polanski de fazer um longa baseado na história do personagem criado pelo belga Hergé. O filme, que teve uma prémiere realizada em Londres no último domingo (23/10), é “85% animação, 15% interpretação ao vivo”, de acordo com o protagonista Jamie Bell (Billy Elliot).

Polanski explica que esbarrou na tecnologia quando pensou pela primeira vez em levar o personagem às telonas. “Sou grande fã de Tintim e da complexidade visual de Hergé, mas não conseguia ver um jeito decente de colocar os personagens na tela sem ser caricato. O que Steven (Spielberg) fez foi absolutamente perfeito, utilizando magnificamente os recursos da tecnologia que temos hoje. Amei o filme”, comentou.

Trilogia?

O filme, que ainda conta com a produção de Peter Jackson (Senhor dos Anéis) e pode render uma trilogia, foi rodado com a mesma tecnologia de captura de movimentos 3D do blockbuster Avatar, de James Cameron.

O Segredo do Licorne tem em seu elenco Jamie Bell (Billy Elliot) como Tintim, Andy Serkis (o Gollum, de Senhor dos Anéis) como Capitão Haddock, e Daniel Craig (James Bond) como o vilão Red Rackham. O longa chegará aos cinemas em 21 de dezembro, nos EUA, e em 20 de janeiro, no Brasil.

As atuais tecnologias de manipulação digital de imagem e captura de desempenho resolveram, para Spielberg, o problema estético de reproduzir a riqueza visual do mundo de Hergé de um modo plausível para plateias de hoje. “Assim que vi o que Peter havia feito com O Senhor dos Anéis, eu sabia que ele era o parceiro certo para o projeto. O que eu não sabia é que ele era tão fã de Hergé quanto eu”, conta o diretor.

Comentários