Na Rede CNT, ela conta porque deixou a TV e foi para a política

O programa Jogo do Poder de São Paulo, recebe neste domingo a subprefeita da Lapa Soninha Francine, da Superintendência do Trabalho Artesanal nas Comunidades (SUTACO).

Com apresentação do jornalista Rony Curvelo, Jogo do Poder tem como compromisso de discutir questões políticas e cotidianas.
Após ser chamada de ‘maconheira’, ao admitir que usava a droga em 2001, Soninha Francine (PPS) voltou a criar polêmica no “mainstream”, como ela mesmo define, ao posar nua para o calendário “Como Nus Sentimos”, do Instituto Ciclo BR.

Aos 42 anos e com perfil pouco usual entre políticos, Soninha admite que o ensaio pode lhe tirar votos de “conservadores e hipócritas” em sua provável candidatura à sucessão estadual. Mas, com a rebeldia que a fez admitir que fumava maconha, ela diz ter abandonado a substância ao entrar para a vida pública, em 2004, ao ser eleita vereadora com 51 mil votos.
Além de falar sobre esse tema polêmico, Soninha também comenta sobre sua possível candidatura a prefeitura de São Paulo e explica porque saiu da TV e foi pra política. “Cansei de ficar na frente da TV questionando quis botar a mão na massa”.

O programa Jogo do Poder vai ao ar aos domingos, às 23h pela Rede CNT de Televisão.

 

Comentários