A palavra retrô, que deriva do prefixo latino “retro”, significa “para trás“ e até poderia indicar algo como retrógrado. Mas este termo no nome da atração inédita Cultura Retrô não é um simples saudosismo. É o passado fazendo uma visita ao presente, desta vez com um novo olhar. Há vínculos com elementos da atualidade, os mais diversos. Factuais ou não. 

Para recontar os fatos sob essa nova ótica, o programa faz um passeio pelo arquivo da TV Cultura – o maior acervo de imagens do Brasil. Eventos significativos, cenas do cotidiano e outras cenas são exploradas entre as mais de 110 mil horas de material gravado.

O programa de estreia, nesta quinta-feira (28/4), às 20h45, revê a inauguração da TV Cultura e dá um salto para o Oriente, abordando a formação territorial da Líbia e sua relação com o conflito atual. A atração traz ainda o Ofício Retrô, com foco no Filmotecário, profissional que trabalha com filmes; a moda rock dos anos 80 e 90; Brigitte Bardot como a musa Retro; e ainda um especial contando a história dos casamentos da realeza, já que é tempo de bodas na Côrte britânica.

A responsável pela “condução do tempo” em Cultura Retrô é a ex-VJ Marina Person, que aposta no valor do acervo da emissora. “O arquivo é muito rico, sólido. E tem esse lado documental associado ao hoje”, diz. “O desafio maior será quais assuntos buscar no meio de tanta riqueza de imagens e informações”.

O programa traz reportagens repaginadas, nas quais as distâncias se tocam, passado e presente interagem. Em essência, faz uma releitura dos acontecimentos, por meio de um viés diferenciado. Vai buscar referências em outras épocas que balizam momentos marcantes do mundo atual.

CULTURA RETRÔ
Estreia: 28 de abril
Exibição: quinta-feira, às 20h45

 

Comentários