Paulo Ricardo e seu RPM retornam à ativa com show na Virada Cultural. mundonovelass.blogspot.com

(São Paulo, BR Press) – A Virada Cultural deu tão certo em São Paulo que esta, que acontece das 18h de sábado (16/04) às 18h de domingo (17/04), é a sétima edição do evento. São mais de mil – sim, você leu certo: hum mil – atrações e, para simplificar sua vida, selecionamos as atrações mais roqueiras.Rita Lee e ninguém menos que a musa rocker do Brasil, ou, se preferir, Santa Rita de Sampa.

Às atrações de rock e afins, pois:

18h – Rita Lee (palco Júlio Prestes)

A cantora paulistana, que diria, estreia na Virada Cultural fazendo o show de abertura na praça Júlio Prestes. Rita apresenta sua nova turnê, Etc, em que canta – mais uma vez – seus maiores sucessos, incluindo Ovelha Negra, Doce Vampiro, Mania de Você e aquelas outras que se costuma tocar em rodinhas de violão.

3h – Skatalites (palco São João)

O lendário grupo jamaicano é uma das principais atrações do palco dedicado ao ska – reggae com pé no rock –, dub e aos ritmos latinos. O Skatalites é tido como um dos fundadores do ska na década de 1960, e até hoje continua um dos nomes mais influentes do gênero. Ao longo de sua carreira, a banda já tocou com Bob Marley, Peter Tosh e Bunny Wailer – para citar apenas o supra-sumo da reggae music.

2h – Misfits (palco Júlio Prestes)

O Misfits é um dos poucos veteranos do punk-rock ainda na ativa. Surgido em 1977 na cidade de Lodi, no Estado americano de Nova Jersey – quase alí, na esquina do olho do furacão nova-iorquino comandado pelos Ramones. Não é de se espantar que os Misfits tenham influenciando o thrash metal, notoriamente o Metallica.

15h – Mad Professor (palco São João)

Tem mais jamaicano na Virada: Mad Professor, um dos grandes nomes do dub. Ele vai apresentar um set como DJ chapado de grooves hipnóticos. O produtor – ou melhor, professor – tamnbém trabalhou com grandes nomes do reggae como Pato Banton e Sly And Robbie, inveredando para a música eletrônica ao colaborar com o Massive Attack.

17h – Stell Pulse (palco São João)

Mais reggae. Desta vez, fruto do imigração de jamaicanos à Inglaterra.

18h – RPM (palco Júlio Prestes)
A banda volta à ativa na Virada – tentando resgatara o sucesso sem precedents que que fizeram, na onda do rock brasileiro dos anos 80. É a segunda tentativa de Paulo Ricardo e cia, que, m breve, promete um disco de inéditas. Enquanto ele não vem, a banda vai de velhos hits, como Olhar 43, Loiras Geladas e Rádio Pirata.

18h – Jorge Mautner (palco 15 de Novembro)
Como referência ao cunho rocker da Tropicália, vale conferir e sempre loucão Jorge Mautner, que conviveu com Caetano e Gil no exílio em Londres, e merece o respeito de todo roqueiro, por ser autor do clássico Maracatu Atômico, bombástico na versão mangue beat, de Chico Sciense.
Todos os shows são gratuitos.

 

Comentários