Na terça-feira, dia 22 de fevereiro, a banda inglesa SARAVAH SOUL aterrissa no TEATRO ODISSÉIA com auxílio luxuoso da festa BLAX para uma noite de puro soul-funky groove.

 

Depois da última turnê européia, em que abriram o show do cantor Manu Chao em Londres, chegam agora ao Brasil para apresentações em Brasilia, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Juiz de fora, Uberlândia, Florianópolis e Curitiba. .Confira imagens de shows do grupo em: http://www.youtube.com/watch?v=lp3dgr9eVo4 
 
O Saravah Soul mostra o repertório de “CULTURA IMPURA”, segundo CD, lançado pela gravadora inglesa Tru Thoughts em junho do ano passado. O disco, com ótima distribuição no mundo todo, tem sido muito bem recebido pela critica especializado e a banda lotado shows em vários países da Europa, como foi a sua ultima apresentação no Thamis Festival, em Londres, quando reuniu um público de mais de 15 mil pessoas.
 
O grupo, que mistura os ritmos brasileiros com o soul Americano dos anos 60 e com os afro-beats dos 70, já esteve no Brasil, em 2008, para lançar o seu primeiro disco. As duas apresentações no Rio de Janeiro aconteceram na festa BLAX no Cinematheque, em duas edições memoráveis e extremamente concorridas pelo público que persegue os grooves blacks. Com 8 integrantes brasileiros e ingleses – Otto Nascarella (vocal, percussão e guitarra), Kiris Houston (teclados e guitarra), Matheus Nova (baixo), Jack Yglesias (percussão e flauta), Eduardo Marques (bateria) Marcelo Andrade (saxofone e flauta), Chris Webster (trombone) – , a Saravah Soul tem um poderoso naipe de metais, além de Otto Nascarella, um frontman nato que canta, dança, toca e conduz a plateia por uma excitante viagem por soul, samba, funk, maracatu e afrobeat, onde tudo se encaixa com muita personalidade. Basta ver as incríveis versões que mesclam Tim Maia a James Brown ("Supersossego") e Jimi Hendrix com o ritmo de frevo ("Vem Brincar Perto do Fogo"). Antes e depois do show, os DJs da BLAX (Preto Serra, Paulo Futura e Zé Octavio) – sedentos por uma pista desde que o Cinematheque fechou, há um ano, botam todo mundo no clima com muito soul, funk, rithm'n'blues, rocksteady e afrobeat, comemorando a volta desta, que é uma das mais importantes e atuantes produções da nova geração de festas blacks da cidade – em atividade desde o ano de 2002.
 
SERVIÇO:
Festa Blax – Com show do grupo Saravah Soul
Local: Teatro Odisséia- R. Mem de Sá, 66 – Tel: 2224-6367
Data: 22/02, terça
DJs: Preto Serra, Paulo Futura e Zé Octavio
Horário: 23h
Preço: R$ 20 inteira / R$ 15 (lista amiga – e-mail para festablax@gmail.com)
História, muúicas e videos da Festa Blax:  http://festablax.multiply.com/
 
Mais sobre a Saravah Soul
 
“A banda metade brasileira, metade Britânica conseguiu gravar um disco único que certamente fará diferença na musica do Brasil, se por lá forem notados (e espero que sejam). É assim poderoso” – Snowboy sobre o disco “Cultura Impura” para revista Blues and Soul, edição Jun/2010.
 
Na estrada desde 2005, e com dois discos lançados mundialmente pela gravadora Britânica Tru Thoughts, a banda Saravah Soul segue firme em sua ousada missão de misturar as músicas do Brasil com o soul Norte-Americano da década de 60 e os sons do continente Africano, em especial o Afrobeat Nigeriano da década de 70. A banda liderada pelo frontman Otto Nascarella ganhou fama rapidamente na cena underground de Londres, pela capacidade de saculejar as mais variadas plateias com performances únicas e eletrizantes, marca registrada no trabalho do músico.
Seu primeiro disco, que leva o nome da banda, foi lançado em Abril de 2008. Muito bem recebido por público e crítica, teve ótima repercussão nas rádios europeias como Radio Nova e FIP (França), Gladys Palmeira (Espanha), Kiss FM e a famosa Britânica BBC, o que resultou na primeira turnê da banda pelo Reino Unido, Europa e até mesmo uma série de shows pelo Brasil em novembro de 2008. Jazz Café London, Tighten Up (França), Jazz Onze Festival (Suiça), Southbank Centre Brazil Festival, Passing Clouds, Weekend au bord de l'eau (Suiça), Lambeth Festival, City of London Festival, Shamballa Festival, Shoreditch Festival, Paradise Gardens Festival são alguns 
 
O segundo CD, lançando no ano passado, arrancou elogios de críticos como o músico Snowboy (Revista Blues and Soul) e Stuart Munro (The Boston Globe), além de dezenas de revistas e sites norte-americanos, europeus e asiáticos, incluindo a famosa Waxpoetics no Japão. Site: http://saravahsoul.org

Comentários